Blog

19 AÇÕES GRÁTIS DE MARKETING PARA SEU 2019 DESLANCHAR

dez , 17
19 AÇÕES GRÁTIS DE MARKETING PARA SEU 2019 DESLANCHAR

O fim de um ano é acompanhado da sensação de travessia de uma linha de chegada. Por um lado, existe a satisfação do dever cumprido, por outro, é momento de avaliar seu desempenho e treinar para a próxima maratona.

Por isso, aqui, na Formiga Marketing, separamos 19 ideias para você fazer seu 2019 deslanchar. São ações de marketing sem custo ou que exigem investimento baixíssimo para você e sua empresa saírem na frente com criatividade e poucos recursos.

1. Co-branding

Esse nome bonito em inglês nada mais é que parceria entre marcas. Levante empresas de porte semelhante à sua e que tenham o mesmo público-alvo. Além disso, preferencialmente, essas empresas não devem concorrer diretamente com seu produto ou serviço.

Entre em contato e marque reuniões para explorar possibilidades de alianças. Vocês podem desenvolver juntos novos produtos complementares ou eventos. Assim, poderão fazer novos contatos e conquistar possíveis clientes para ambas as partes.

Exemplo: escritório de contabilidade e escola de inglês podem desenvolver, juntos, workshop de princípios básicos de finanças em inglês. O público-alvo pode ser empresas que objetivem entrar no mercado internacional.

2. Use embalagem e papelaria como meio de comunicação

Independente do ramo de atuação, é provável que materiais físicos façam parte da sua rotina de contato com seu cliente. Caso trabalhe com bens de consumo, a própria embalagem do produto pode ser sua “mídia” para divulgar novidades, redes sociais, promoções. Caso trabalhe com serviços ou mercado B2B, o envelope de contrato pode ser uma ótima oportunidade de divulgar suas novas instalações ou portfólio, que seu cliente pode não conhecer por completo.

O importante é não desperdiçar materiais impressos que você já produz. Portanto, tire o máximo proveito para transmitir mensagens certeiras.

Exemplo: distribuidora de materiais de construção pode aproveitar nova tiragem de lâminas de vendas para lojistas para divulgar seu aniversário de 20 anos.

3. Desconto por indicação

É muito comum os donos de negócios se perguntarem como conseguir novos clientes, mas poucos valorizam o poder dos atuais. A indicação pode ser a principal fonte de negócio da sua empresa. Porém, você não precisa esperar que ela aconteça de forma espontânea, no ritmo natural do boca a boca.

É possível incentivar que seu cliente atual indique um amigo. Para que isso aconteça efetivamente, além de prestar bons serviços e pós-vendas, esclareça o que seu consumidor ganha te ajudando. Tenha uma política de desconto, brinde ou benefícios para quem trouxer novos clientes para a casa.

Exemplo: paisagista pode oferecer dois meses de manutenção grátis para o cliente que indicar um amigo que fechar negócio.

4. Benefício para diminuir a inadimplência

Além de incentivar indicações, você pode desenvolver benefícios que sejam bons para a saúde financeira da empresa. Afinal, o bom controle do fluxo de caixa ajuda a sempre estar no azul. A dica, então, é apresentar vantagens para aqueles clientes que pagarem antecipado ou em dia.

Exemplo: loja de móveis pode aceitar pagamentos parcelados por transferência, mas muitas vezes os clientes se esquecem de pagar em dia. Portanto, pode começar a vender itens com desconto especial para quem pagar até o dia 10 de cada mês.

5. Parceiros nas proximidades

Na linha do co-branding, os negócios vizinhos aos seus podem ser grandes parceiros. Esse tipo de aliança pode possibilitar compartilhamento de espaço e divulgação recíproca dos produtos de cada um nos dois estabelecimentos. Além disso, pode haver ajuda mútua em cuidados com a segurança e reivindicações à prefeitura.

Exemplo: um salão de beleza e um restaurante são vizinhos em uma rua comercial. Juntos, podem negociar contrato com empresa de vigilância e conseguir melhor custo-benefício. Podem estabelecer, também, convênios para funcionários e clientes que uma empresa levar para consumir na outra.

6. Buscadores e apontadores

Assim como os antigos classificados e telelistas impressas, hoje o mundo digital continua ajudando clientes a acharem empresas. Uma forma de ser mais facilmente encontrado é ter um perfil cadastrado e bem completo em buscadores e apontadores on-line.

Exemplo: barbearia pode criar seu perfil no Google Business, com endereço, fotos, site e horário de funcionamento atualizados. Isso certamente facilitará que os clientes a encontrem facilmente.

7. Permutas

Uma palavra-chave quando se fala em economia é “permuta”. Ela se resume à troca de produtos ou serviços com outras empresas, ao invés da comercialização tradicional. Ou seja, você pode usar o que a sua empresa produz como moeda de troca por algo que deseja comprar.

Exemplo: gráfica e agência de comunicação podem fazer parceria com permuta para produzir brindes de fim de ano. Enquanto a agência desenvolve o conceito, o texto e a arte do brinde, a gráfica o produz e monta. Assim, ambas economizarão e terão como resultado um mimo muito mais atrativo para seus clientes – é o ganha-ganha.

8. Palestras

Certamente, você e seu time dominam muito os assuntos relacionados ao seu segmento de mercado. O mais curioso é que esse conhecimento pode valer mais do que você imagina e interessar a muitas pessoas. Por isso, compartilhá-lo ajudará você a ampliar sua rede de contatos e transformar sua marca em autoridade no ramo.

Exemplo: empresa de investimentos pode ministrar palestra on-line gratuita sobre as principais oportunidades e dicas para investir bem em 2019.

9. Degustação

Muitas vezes, o principal diferencial do seu negócio é a qualidade do produto, serviço ou atendimento. Porém, dificilmente isso tudo é percebido por quem nunca experimentou o que você tem a oferecer. Por isso, permitir que o potencial cliente faça um “test drive” é essencial.

Exemplo: fotógrafa pode oferecer pequenas sessões gratuitas em uma feira para divulgar seu trabalho.

10. Vitrines sempre atualizadas

Uma das grandes tarefas das empresas é educar o cliente a consumir seu produto. Esclarecer suas possibilidades e ocasiões de uso pode estimular a imaginação do seu consumidor e facilitar a decisão de compra.

Exemplo: loja de presentes pode adaptar vitrine para toda época festiva, desde as mais tradicionais às menos conhecidas. Assim, o cliente perceberá que o consumo daquele produto é possível em momentos que vão além do que ele imaginava.

11. Feedback

Um processo gratuito e enriquecedor é o de monitorar a satisfação dos seus clientes. Faça isso de forma organizada e eficiente, pois os ganhos são inúmeros.

Exemplo: empresa de TI pode solicitar feedback de forma rotineira a seus atuais e ex-clientes. As avaliações positivas poderão ir para o site e ajudar a empresa a ter mais reconhecimento e conquistar novos clientes. Já as avaliações negativas devem ser desdobradas em planos de ações para corrigir e melhorar o negócio.

12. Deseje feliz aniversário

A data de nascimento é uma informação simples e estratégica para se captar. Você demonstrará que sua marca se importa com o cliente ao lhe desejar feliz aniversário. Além disso, também pode estimular a compra, com algum desconto especial para os aniversariantes do mês.

Exemplo: agência de viagem pode oferecer pacote exclusivo para aniversariante, e todo cliente interessado pode ganhar um bolo na loja.

Veja mais a respeito em nosso post sobre gestão de relacionamento com o cliente.

13. Blog

Sabemos quão importante é ter um site para pessoas sentirem confiança na sua marca e terem como conhecê-la melhor. Dentro do site, é ideal que você tenha, também, um blog. Ele é uma peça-chave para o marketing de conteúdo, pois contribui para que sua página seja mais facilmente encontrada. Demonstra, ainda, sua autoridade sobre alguns temas e constrói empatia, quando bem feito.

Exemplo: lavanderia pode publicar uma série de posts sobre dicas de tecidos mais duráveis e técnicas de conservação.

14. Newsletter

Tendo um blog no ar, a newsletter se faz uma ferramenta essencial. Ela consiste em um boletim informativo disparado por e-mail para sua rede de contatos, sejam clientes, parceiros ou funcionários. A newsletter faz um ótimo trabalho de lembrança recorrente da marca, além de divulgar, rapidamente, conteúdos e notícias.

Exemplo: quinzenalmente, clínica de estética pode enviar dicas de beleza e novidades do mercado para seu mailing (lista de contatos).

15. Incentivo à criatividade interna

Para quem conta com um ou mais funcionários, está na hora de aproveitar as cabeças pensantes dentro da empresa. Todos nós somos criativos, só precisamos de um ambiente que permita e estimule a inovação. Como líder, incentive seus colaboradores por meio de concursos ou workshops de geração de ideias para problemas que precisam ser resolvidos. As ideias devem trazer economias ou faturamento incremental. Por fim, os criadores de ideias aprovadas devem ser reconhecidos de alguma maneira.

Exemplo: construtora pode lançar programa de incentivo à inovação, e um colaborador, criar novo processo de vendas que permita melhores margens. Em compensação, ele pode ganhar um vale compras, além de ser reconhecido e aplaudido na festa de fim de ano.

16. Upselling e crosselling

Informação é tudo. O registro organizado dos seus clientes e de seus históricos de compras auxilia a criar ações que aumentarão sua receita. Nesse sentido, o upselling é uma técnica de venda de produto de valor superior para clientes com hábito de compra de um produto mediano, por exemplo. Já o cross-selling é a oferta de itens que tenham complementariedade de uso em relação ao comprado anteriormente pelo cliente.

Exemplo: adega pode ofertar queijos que harmonizem com vinhos brancos para os clientes habituais desse tipo de bebida. Além disso, pode promover degustação de lançamento premium de determinada marca para consumidores recorrentes de seus produtos.

17. Fornecedores são parceiros

Às vezes, falamos todos os dias com pessoas que podem mudar o destino da nossa empresa. Fazer dos seus fornecedores parceiros é uma estratégia muito inteligente. Por isso, tenha um bom relacionamento com eles. Procure conversar com certa frequência, mantenha relações comerciais saudáveis e especifique claramente quais são seus serviços e diferenciais para eles.

Exemplo: escola sempre teve bom relacionamento com um fornecedor de manutenção predial. O dono dessa empresa pode matricular seus filhos naquela instituição e compartilhar em suas redes sociais o quanto a adora. Assim, ele poderá influenciar seus amigos a também virarem clientes do colégio.

18. Networking com amigos e colegas

Seus amigos e antigos colegas de trabalho ou estudo podem ser influenciadores ou futuros clientes para fechar negócios. Busque manter um bom networking pelas redes sociais, como Linkedin. Além disso, é importante que, nos encontros com esses grupos, você sempre se preocupe com sua postura e aparência. Preocupe-se, também, em representar bem sua empresa e demonstre domínio sobre o segmento, quando o assunto surgir.

Exemplo: Tatiana sempre achou que Larissa, sua amiga de infância, vestia-se de forma muito criativa e estilosa. Sabendo que ela era consultora de imagem, Tatiana, que foi promovida a diretora de uma nova empresa, pode contratar Larissa. Assim, com a ajuda da amiga, poderá passar mais confiança em seu novo cargo com boas escolhas no guarda-roupa.

19. Cronograma e acompanhamento

Por fim, a última ação que indicamos é criar um cronograma de ações e acompanhar o desempenho de cada uma. Por mais que não exija investimento, estabelecer um cronograma pede que você seja organizado e comprometido. Nada de “deixar para amanhã”. Sua empresa não pode esperar. Comece a crescer hoje.

FALE CONOSCO PARA MAIORES DETALHES!