Blog

Como estruturar o banco de dados dos seus clientes?

fev , 25
Como estruturar o banco de dados dos seus clientes?

Ter um banco de dados dos clientes é vital para qualquer empresa que lide com o público. Ademais, tendo em vista o atual cenário competitivo, torna-se ainda mais crucial conhecer o nicho de mercado e principais consumidores. Devido à relevância desse tema, portanto, o blog de hoje traz dicas de como você pode construir o seu próprio banco.

É muito comum as empresas terem de organizar e disponibilizar diversas informações dentro do próprio negócio. Desse modo, tanto a equipe quanto a gerência terão acesso e poderão consultá-las mais tarde.

É justo por esse motivo que existe o banco de dados. Ele consiste na organização e no armazenamento dessas informações. Ou seja, reúne dados que tratam do mesmo assunto, garantindo a segurança e a boa gestão do relacionamento com clientes.

Você pode usar o banco de dados em diversos contextos. Pode, por exemplo, efetuar o controle de informações do RH. Consegue, também, armazenar e gerir dados de sites e blogs. De qualquer maneira, porém, é preciso que você, em primeiro lugar, entenda quais são as suas necessidades. Só assim poderá encontrar o sistema de gestão de banco de dados ideal para o seu negócio.

Além disso, você pode construir seu próprio banco de dados. Para tanto, claro, deverá cuidar de alguns detalhes. Mas, se tudo for feito com atenção e seguir os passos básicos, será funcional e irá atender às suas demandas.

COMO ESCOLHER UM BANCO DE DADOS

Conforme falamos antes, para escolher uma solução de banco de dados, você precisa ponderar as urgências atuais do seu negócio. Deve, ainda, fazer uma projeção realista do crescimento que espera para o futuro da sua empresa.

Outro passo que pode nortear a sua escolha é refletir acerca da necessidade de customizar seu banco de dados. Mais uma opção é eleger um software pronto para uso.

Caso precise de um banco simples para uma base bem pequena de dados, o próprio Access da Microsoft pode ajudar. No entanto, se sua empresa carece de opções mais avançadas, o melhor é partir para uma plataforma robusta. Hoje, há diversos tipos de Sistemas de Gestão de Banco de Dados (SGBD). Cada um se adequa a uma demanda dos clientes. Só para ilustrar, podemos citar os mais comuns: Oracle, DB2, MySQL, SQL Server, PostgreSQL, entre outros.

COMO SELECIONAR E DEFINIR AS INFORMAÇÕES

         Esse é o momento em que você inicia a coleta de informações. O ideal é fazê-la com clientes conhecidos ou pessoas que, de alguma forma, já fizeram contato com sua marca.

Você pode reunir esses dados de vários modos. Um deles é encorajar o preenchimento de formulários. Registrar as atividades dos clientes em seu website ou estabelecimento também são técnicas comuns.

Para essa etapa, crie os campos a serem preenchidos em colunas separadas. Assim, você organiza melhor as informações dos seus clientes e permite que elas sejam vistas de modo mais fácil. É basilar, também, que você tenha certeza de que elas são qualificadas, isto é, válidas e atuais.

Veja alguns dados que são bastante úteis nessa etapa.

  • Demográficos: idade, gênero, grau de escolaridade, localização, etc.;
  • De aquisição: canal ou campanha que levou o cliente até sua empresa;
  • Tecnológicos: canais e dispositivos preferidos do consumidor;
  • De atividade: nível de interação e engajamento com sua marca na internet;
  • De transação: frequência de compras, ticket médio e preferências comerciais.

Vale lembrar, porém, que você deve coletar essas informações de forma não abusiva. Em outras palavras, tem de ser transparente com o cliente e usar os dados dele com cuidado e ética. Além de evitar o desgaste de sua imagem, essas práticas evitam complicações legais. Inclusive, em 2020, entrou em vigor a LGPD, legislação que regula esse tipo de atividade.

COMO ATUALIZAR O SEU BANCO DE DADOS

         Adote uma rotina de manutenção de seu banco de dados. Faça, frequentemente, uma limpeza de sua base, qualifique-a, inclua novos dados e até mesmo previna possíveis falhas. Enfim, torne essa atualização uma prática constante.

COMO FAZER DE SEU DATABASE O SEU MELHOR AMIGO

O objetivo do banco de dados é melhorar os resultados da empresa a partir da otimização da experiência dos clientes. Isso pode ser feito por meio de diferentes ações, a saber: e-mail marketing, promoções sazonais, redes sociais, datas comemorativas, etc.

Evidentemente, qualquer investimento ou estratégia que você adote só será valioso se provar que é útil. Quando se tem um banco de dados estruturado, por exemplo, os benefícios são muitos:

  • visão ampliada do negócio;
  • produtividade;
  • controle dos follow-ups de venda;
  • inteligência no planejamento estratégico;
  • acompanhamento do desempenho em tempo real;
  • aumento das vendas e do ticket médio;
  • fortalecimento da marca.

É óbvio que o CRM (Gestão de relacionamento com o cliente), por si só, não será o único responsável por fazer todo mundo notar sua empresa. Contudo, tenha sempre em mente: ele é uma peça importante para organizar processos e permitir que sua marca se posicione satisfatoriamente.

Open chat
1
Como podemos te ajudar?
Oi! Podemos te ajudar?