Blog

KPIs: como mensurar e analisar os resultados da sua empresa?

jun , 2
KPIs: como mensurar e analisar os resultados da sua empresa?

KPI é a sigla para o termo em inglês Key Performance Indicator, que significa Indicador-Chave de Desempenho. Métricas nesse sentido são de vital importância para a gestão de uma empresa. Além disso, você já deve ter ouvido a famosa frase “o que não se mede não se gerencia”. Por aqui, sem dúvida, concordamos 100% com essa premissa.

Muitos acham que, para empreender, é necessário tino, jogo de cintura, feeling ou mesmo sorte. Porém, poucos percebem o quanto um empresário maduro precisa de uma forte veia para números ou ao menos saber interpretá-los.

Pensando nisso, separamos algumas dicas práticas de como implementar uma inteligência de negócios na sua empresa voltada ao monitoramento e à análise de resultados.

 

1. Tenha metas e objetivos claros

Alguns empreendedores ficam à deriva. Esperam os pedidos chegarem e quebram a cabeça para então pensar em como fazer seu negócio crescer. Isso acontece, frequentemente, porque eles não sabem aonde desejam chegar. Entretanto, vagar sem rumo não traz nenhum benefício para sua empresa.

Em primeiro lugar, estabeleça o que você almeja, o que é sucesso para você. Em seguida, transforme isso em números. Por exemplo: objetivos de vendas em volume de unidades, em faturamento, em lucro, em satisfação do cliente, entre outros.

A partir disso, entenda quais são as pequenas metas que precisam ser alcançadas para, finalmente, chegar ao seu grande objetivo.

 

2. Compreenda quais indicadores realmente são relevantes

Não adianta acumular um volume imenso de dados se eles não impactam fortemente no seu objetivo da etapa 1. Sendo assim, para um objetivo de vendas, são indicadores importantes: ticket-médio, volume de vendas, número de clientes, número de propostas, taxa de conversão entre propostas e clientes, etc.

Caso tenha um objetivo de lucro, outras variáveis precisam ser analisadas. Para isso, considere estoque, caixa, margem líquida por venda, inadimplência, margem por cliente, custos e despesas mensais, entre outros.

A fim de atingir um objetivo de marketing, o pertinente é medir a taxa de satisfação dos clientes. Ou seja, meça resultados de pesquisas, o número de visitas no site e na loja, o engajamento nas redes sociais. Verifique, ainda, os cliques no anúncio, o número de registros no mailing, a qualidade dos leads oriundos das campanhas, etc.

 

3. Busque ferramentas para auxiliar nas mensurações

Existem diversas ferramentas gratuitas ou de baixo custo no mercado para mensurar e visualizar de forma amigável esses indicadores.

Uma sugestão de software de gestão básico e gratuito para quem está começando é o Marketup. Outro interessante para campanhas de e-mail e landing pages é o Mailchimp. Para quem tem site, o Google Analytics é imprescindível. Já para captação e gestão de leads, existe uma infinidade de ferramentas, como Hubspot, RDStation, Pipedrive, entre outras.

Veja, sempre é necessário avaliar o momento, o porte e o profissionalismo da sua empresa. Até mesmo planilhas básicas de Excel podem ser muito boas para uma pequena empresa no início de suas atividades. Só para exemplificar, nelas você pode reunir os principais indicadores de finanças, produção e marketing, o que é bastante útil.

 

4. Crie uma rotina de análise de resultados

Estabeleça um calendário fixo para avaliar o desempenho da sua empresa nos quesitos que são cruciais para seu sucesso e para o atingimento da meta da etapa 1. Dependendo do indicador, esse monitoramento poderá ser mensal, semanal ou diário.

Caso você esteja começando, recomendamos que, minimamente, avalie seus números uma vez por mês.

 

5. Analise para gerar insights e ações

Não basta ler seus indicadores mensalmente, é preciso, antes de tudo, interpretá-los. Por exemplo, caso seus acessos ao site tenham disparado em determinado mês, procure entender o porquê desse aumento. Ao mesmo tempo, você poderá tirar conclusões e aprender com essa análise.

Isso também vale no momento em que perceber uma taxa de abertura maior no seu e-mail marketing. Nesse meio tempo, procure compreender o que você fez de diferente: foi o assunto do e-mail mais chamativo ou o horário mais assertivo?

As vendas do mês caíram? Então, que tal analisar se essa queda foi igualmente abrupta no número de leads e propostas?

Em resumo, esse tipo de reflexão poderá diferenciar um problema de campanha de um problema de preço ou vendedor. Por isso, sempre faça comparações históricas, tanto com o mês anterior quanto com o mesmo período do ano passado.

De maneira idêntica, investigue a fundo as causas de mudanças repentinas em seus resultados. Por fim, registre esses aprendizados e, principalmente, faça planos de melhoria baseados neles.

É assim, calibrando seu olhar e seu negócio que resultados importantes realmente acontecem e, sobretudo, um empreendedor maduro nasce.

FALE CONOSCO PARA MAIORES DETALHES!

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.