Blog

Martech e Adtech: conheça as startups que são o futuro do marketing

ago , 20
Martech e Adtech: conheça as startups que são o futuro do marketing

Quem busca conhecimento sobre empreendedorismo provavelmente percebeu o boom de startups que aconteceu na última década. Dentre elas, uma das principais categoriais são as martechs e adtechs, startups que unem mídia, marketing e publicidade à tecnologia. Por isso, vamos falar sobre elas no blog de hoje e, em seguida, indicar quais são as mais relevantes atualmente.

É muito importante que todo empreendedor esteja antenado ao mercado, principalmente para conhecer o que há de novo nele. Uma forma de fazer isso é estudar as startups em destaque, isto é, aquelas que estão crescendo e recebendo investimentos.

Mas, antes de tudo, vamos começar do básico: a definição de startup.

 

O que são startups?

Segundo o Sebrae, uma definição bem aceita entre investidores é que uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

Muitas vezes, esse modelo de negócio tem uma veia tecnológica bastante intrínseca, afinal, tecnologia e internet possibilitam escalar negócios. É justamente por isso que o mercado começou a usar o sufixo “tech” nas startups de tecnologia. Só para ilustrar, podemos citar as fintechs, empresas de finanças – daí o “fin” – e tecnologia – “tech” –, que vieram para inovar o mercado de pagamentos e bancos, como a Neon e o Nubank.

 

O que são martechs e adtechs?

Seguindo a lógica das fintechs, as martechs, em inglês, são a junção de marketing e technology. As adtechs, por sua vez, consistem na junção de advertisement e technology. Em resumo, são startups voltadas a inovar a forma de fazer marketing, mídia e publicidade com o uso da tecnologia. Dessa maneira, têm o objetivo de potencializar ações de conquista de espaço e visibilidade, quer para obter mais conhecimento de marca, quer para captar leads.

 

Quais são as principais martechs?

De acordo com o relatório Adtech & Martech Report de 2019, existem quatro tipos de startups voltadas a marketing.

 

Comércio e vendas

Essas adtechs trabalham com serviços que recolhem dados dos compradores, utilizam inteligência de mercado e impulsionam motores de vendas. Nesse sentido, empregam técnicas de Business Intelligence (BI), sistemas de Big Data, programas de fidelidade e pesquisas de mercado. Alguns exemplos são: ferramentas de e-commerce, plataformas de pesquisa de mercado, programas de fidelidade e empresas de BI e Big Data.

 

Redes sociais e relacionamento

Essas são soluções voltadas sobretudo à interação com os clientes e redes sociais. Aqui, enquadram-se serviços voltados à gestão de relacionamento com o cliente (CRM), chatbots, monitoramento e gestão de redes sociais e relação com influenciadores. Por exemplo, podemos citar: plataformas de gestão de eventos, CRMs, soluções de marketing de influência e gestão de redes sociais.

 

Promoção e publicidade

Esse setor é composto por empresas voltadas à promoção, divulgação e propagação de marcas, bem como de produtos. São subsegmentos desse nicho: plataformas para rede de pesquisa e display, mídia programática, mídia fora do lar, análise de dados de marketing, geomarketing e design.

 

Conteúdo e experiência

Esse tipo de startup de marketing é voltado à criação e publicação de conteúdos. São formas de atuação: SEO, marketing sensorial, automação de marketing, conteúdo de marketing e e-mail/SMS.

 

Quais são as startups de destaque e que vale a pena conhecer?

Entre centenas de startups de adtech e martech no Brasil, o Distrito listou os maiores e mais relevantes players do setor. Para isso, levou em consideração faturamento resumido, número de funcionários, visibilidade, funding e idade da empresa.

 

  • Printi: gráfica de autosserviço on-line
  • Dotz: programa de troca de pontos
  • Méliuz: programas de desconto e cashback
  • Neoway: análise de dados
  • Olist: plataforma para vender em marketplaces
  • Infracommerce: fullservice para e-commerce
  • Pipefy: plataforma de gestão de workflows
  • Resultados digitais: empresa da ferramenta RD Station de marketing digital
  • Rockcontent: conteúdo personalizado para marcas
  • Zenvia: relacionamento via SMS, voz, WhatsApp, e-mail ou aplicativos de mensagens
  • Semantix: Big Data, inteligência artificial e internet das coisas
  • Inlocomedia: análise de comportamento de consumidores com base em localização

Além disso, existem algumas startups que estão em estágio de aceleração. Então, é provável que valha a pena ficar de olho nelas: Blinks, Take, Cortex, Rank My App, Escale, Geofusion, Hands, Hi Plataform, Inove.

Como sempre falamos na Formiga, marketing é estratégia, é troca de valor e está em constante evolução. Sendo assim, para saber como evoluir, também é preciso saber para onde o mundo caminha. E isso envolve tanto o ponto de vista de comportamento das pessoas quanto a oferta das empresas. Portanto, repare nos padrões, eles são sinais do futuro do mercado.

 

FALE CONOSCO PARA MAIORES DETALHES!

Open chat
1
Como podemos te ajudar?
Oi! Podemos te ajudar?