Blog

MERCADO FITNESS – VOCÊ ESTÁ SUANDO A CAMISA PARA ATENDÊ-LO?

jul , 13
MERCADO FITNESS – VOCÊ ESTÁ SUANDO A CAMISA PARA ATENDÊ-LO?

O Brasil ocupa a segunda posição entre os maiores mercados de academia do mundo, segundo dados da Associação Brasileira de Academias (ACAD Brasil). Com aproximadamente 33 mil estabelecimentos, perde apenas para os Estados Unidos.

Uma pesquisa da International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), publicada em março de 2018, no ABF Portal de Franschising, revelou que as academias e espaços fitness brasileiros têm, hoje, cerca de 8 milhões de clientes.

A mesma pesquisa também apontou que, em questões de faturamento, esse setor movimenta cerca de R$ 8 bilhões ao ano, o que representa 3% de todo o mercado de serviços e 0,13% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Além disso, vemos cada vez mais um maior interesse da população em participar de atividades físicas. Seja pela preocupação com a saúde ou com a estética, os brasileiros têm praticado mais exercícios físicos e consumido mais produtos fitness – roupas, equipamentos, eventos.

Com o aumento da demanda e crescimento desse setor, se estabelecer e crescer nele significa investimento na qualidade e capacidade profissional, em equipamentos, flexibilização de horários, oferta de inúmeras modalidades e adequação dos serviços à necessidade do cliente.

Não é, porém, apenas desses fatores que as academias sobrevivem. É preciso suar a camisa para acompanhar as principais tendências da indústria do mercado fitness. Anualmente, a Health & Fitness Journal, do American College of Sports Medicine (ACSM), publica uma pesquisa que aponta novos caminhos para os ramos de saúde e fitness. Para ajudá-lo nessa corrida, reunimos, aqui, as cinco principais tendências indicadas para 2018.

1. HIIT – Treinamento intervalado de alta intensidade

Atualmente considerado o treino da moda, mudou o conceito das práticas que objetivam melhorar o condicionamento físico. Consiste em treinos curtos, porém intensos, com intervalos de recuperação. É uma modalidade que oferece uma ótima relação de custo benefício, apesar da dificuldade de padronizar a metodologia.

2. Treinamento em grupo

Apesar de ser uma modalidade antiga, vem ganhando cada vez mais espaço no mercado fitness. Os adeptos desse tipo de aula são motivados pelos professores por meio de técnicas de liderança e ganham inúmeros benefícios. A socialização, diversificação nos treinos e renúncia às aulas tradicionais beneficiam os alunos com os mais variados tipos de aptidão física.

3. Tecnologias portáteis (Wearable Technology)

Sensação do mercado fitness, os relógios inteligentes, monitores de frequência cardíaca, relógios com GPS, roupas com sensores e detectores de ritmo cardíaco, entre outros aparelhos são os queridinhos do público que encontra na tecnologia um aliado.

Essas tecnologias, muitas vezes, são associadas ao smartphone e permitem o compartilhamento do desempenho e evolução de quem treina com outros usuários e também nas redes sociais. Ou seja, estimulam o incentivo e a divulgação daquela conquista, simbolizando os benefícios sociais.

Infelizmente, a maioria das academias ainda não se apropria dessa oportunidade, mas precisa abraçar essa tendência no momento em que pode ajudar o cliente a monitorar seu desempenho, desenhar um programa com alimentação saudável, etc.

4. Treinamento com o peso do corpo

Como forma de treinamento de resistência, está presente em quase todas as academias que estão ligadas nas tendências do mercado fitness. A utilização de equipamento é mínima e, por conta disso, essa modalidade é uma das mais baratas, além da vantagem de ser praticada em qualquer lugar e a qualquer hora, aumentando a consciência dos movimentos do corpo.

5. Programa para terceira idade

Devido ao aumento da longevidade no Brasil, somado ao número de adultos mais velhos aposentados e saudáveis, cada vez mais esse público enxerga nas atividades físicas uma forma de encontrar qualidade de vida. Nesse movimento, as academias precisam se adequar às necessidades desse público, desenhando programas que visem equilíbrio, mobilidade, capacidade funcional e bem-estar.

Independentemente do tamanho do empreendimento, que pode ser de pequeno, médio ou grande porte, o empresário deve ficar atento às exigências do mercado fitness e de seu público, que são cada vez maiores e mais exigentes.

E aí, você está praticando esse exercício?

FALE CONOSCO PARA MAIORES DETALHES!