Blog

OKRs: o que é e como implementar

OKRs: o que é e como implementar

Antes de tudo, é importante entender o papel que a metodologia OKR tem em uma organização moderna. Nesse sentido, é importante voltar um pouco no tempo e entender como e por quem este método foi desenvolvido.

Desenvolvido por Andy Grove, ex-CEO da Intel, este método organiza a gestão dos projetos por meio de tarefas coletivas e individuais. Dessa forma, as pessoas conseguem entender e vivenciar a importância delas na empresa de forma intuitiva e natural. O método se popularizou bastante com o Google, pois a empresa utiliza na sua gestão.

Porque implementar as OKR’s

O principal ganho em utilizar este método é principalmente por ele reforçar a importância de trabalhar visando a coletividade. Por conta de tudo convergir em uma grande meta, o time consegue visualizar com clareza a importância de sua participação naquele todo.

Outra vantagem é que milestones importantes do projeto se tornam mais palpáveis e lógicas quando estão atrelados ao cumprimento de metas e etapas. Inclusive faz bastante sentido, dado que se parece mais com a forma como o ser humano percebe “o todo”, ou seja, verificando as partes separadas para somente após checar todas, concluir que ali existe algo completo.

Como funciona a metodologia OKR?

O que é OKR

De uma forma simplificada, existem dois elementos principais:

  • (O) Objetivos – aqui você deve determinar algo importante e marcante para o andamento do projeto em questão. Devem ser inspiracionais e motivar o time;
  • (KR) Resultados-Chave – são “feitos” ou conquistas que quando concluídos, caracterizarão o cumprimento do objetivo acertado. Devem ser quantitativos e mensuráveis.

Parece complicado né? Segue um exemplo da aplicação da técnica:

  • O – Arrasar na proposta de valor na homepage do site
    • KR – Diminuir a taxa de rejeição do site para menos de 40%;
    • KR – Conquistar 3% de conversão de clicks no principal botão de call-to-action;
    • KR – Atingir 5% de taxa de pessoas que assistem ao vídeo introdutório;
    • KR – Construir time de UX e SEO;

No exemplo acima temos um objetivo principal, que para ser atingido precisa que determinadas etapas sejam realizadas. Esta é uma boa forma de entender como que o O é dependente das KR. A aplicação desta técnica é um dos principais fatores para o sucesso do Google, que em menos de 20 anos saltou de 40 funcionários para mais de 85 mil, tendo em um dos seus investidores iniciais, John Doerr um de seus primeiros adeptos em larga escala.

Mas o que torna esta metodologia única?

Ao não se preocupar com seguir rígidas estruturas e regras de hierarquia, a gestão por OKR’s é mais ágil, orgânica e amigável para colaboradores de diferentes perfis. Outra vantagem é que usualmente os objetivos e metas são definidos para um período mais curto, o que mantém as pessoas mais atentas e conscientes da importância de cumprir aqueles prazos.

Outro fator de grande relevância é que todo o processo fica registrado de forma que facilita para todos os componentes entenderem o contexto que os trouxe até determinado resultado, o que é um material excelente para um debriefing ou para o time de ciência de dados explorar e captar insights valiosos.

Em síntese, a metodologia de gerenciamento por OKR’s traz um grande número de benefícios e ganhos em produtividade, engajamento e mensuração do progresso do projeto. Esta estrutura permite visualizar cada etapa e garantir que nenhum passo deixou de ser dado.

Aqui na Formiga Marketing somos especializados no desenvolvimento de diferentes tipos de planos, que podem (e devem) ser organizados e geridos de uma forma que vise a máxima eficiência e que faça sentido para a sua cultura de organização. Acreditamos que a metodologia OKR’s seja uma boa alternativa para quem preza pela objetividade, porém sugiro ficar de olho em nosso blog para conhecer algumas outras formas de conduzir projetos dentro da sua empresa.

Open chat
1
Como podemos te ajudar?
Oi! Podemos te ajudar?