Blog

Relacionamento com fornecedores: você é um bom cliente?

abr , 29
Relacionamento com fornecedores: você é um bom cliente?

Muito se fala sobre como uma instituição se destaca quando adota boas práticas de atendimento ao cliente. Afirma-se que “empresa que é empresa” está sempre atenta aos treinamentos de vendas, à satisfação do cliente e à boa experiência de compra. Pois bem, isso não é mais novidade para ninguém, certo? Mas…  e o relacionamento da sua empresa com seus fornecedores?

No artigo de hoje, trago algumas reflexões para o outro lado da mesa: você é um bom cliente? Faço essa pergunta depois de ouvir algumas histórias de empresas sobre as atitudes dos seus consumidores. Além disso, em rodas de discussão, sempre me perguntam como aculturar alguns clientes, especialmente no processo de vendas. Acredite, assim como você espera que as empresas o atendam da melhor forma possível, elas também esperam. Elas desejam que seus clientes tenham, igualmente, um grau de compromisso que permita deixar o processo mais fluido e amigável. Isso, aliás, é esperado em todo o processo de negociação e no pós-venda.

Poucos, porém, atentam-se ao fato de que um bom relacionamento com fornecedores pode ser um diferencial competitivo para sua empresa. A partir de uma relação de sucesso com seus fornecedores, ela pode ter mais inovação, rapidez logística, uma marca mais forte, processos mais seguros e até custos menores.

Assim, adotar algumas ações, a meu ver, pode ajudar a construir uma relação aberta, transparente e de confiança entre empresa-cliente. Afinal, o resultado é oriundo de uma corresponsabilidade das partes. Por isso, convido você a refletir: você está sendo um cliente que ajuda a trazer harmonia para essa relação?

1. NÃO DESMARQUE REUNIÕES E COMPROMISSOS DE ÚLTIMA HORA

Sabe quando você se programa para um compromisso e, faltando alguns dias, horas ou mesmo minutos, alguém desmarca? Pois essa atitude, que pode parecer descaso, é mais comum do que você imagina entre os clientes.

Como profissionais e gestores, já estamos acostumados a nos programar para diferentes compromissos do mês, da semana ou do dia. É claro que imprevistos acontecem e devemos saber lidar com eles, mas procure diminuir o impacto disso. Pense que, antes de um compromisso acontecer, o profissional se preparou, dedicou seu tempo (moeda valiosa nos tempos modernos). Para isso, certamente considerou sua necessidade e quer te apresentar a melhor solução que pensou para o seu negócio. Ademais, muito provavelmente, a pauta da reunião estará ligada ao aumento de suas vendas ou à solução de seus problemas. Portanto, é de seu interesse, inegavelmente, não de desmarcar uma reunião de última hora para falar disso.

2. DÊ RETORNO NOS PRAZOS COMBINADOS

Em todos os âmbitos, aqueles que cumprem datas são vistos como exemplo e sempre serão procurados. Agir com esse compromisso também é importante quando você é um cliente.

Não importa se os prazos são referentes a um feedback de proposta comercial que lhe foi apresentada. Se são referentes às datas de reuniões, negociações ou mesmo a algo que você, como cliente, se comprometeu a fazer. Tente, ao máximo, cumpri-los. Tenha em mente que, quaisquer que sejam os prazos, eles darão ritmo ao processo de negociação, aos projetos em andamento. Isso é importante para os dois lados: tanto o seu quanto o da empresa. Em outras palavras, cumprir prazos traz benefícios para clientes, parceiros e a empresa com a qual você está falando.

3. ADOTE ATITUDES QUE GEREM CONFIANÇA

Não tem jeito, confiança é a base de qualquer negócio. E isso serve para os clientes também. Ao acompanhar seu projeto de perto, preocupar-se com o processo e dar os devidos retornos, as chances de você construir uma boa imagem como cliente são muito grandes. Logo, a empresa será mais engajada e comprometida.

Você pode até não perceber, mas sua reputação aumentará. Consequentemente, a empresa sempre se lembrará de você, por menor que seja o assunto.

4. TENHA UMA COMUNICAÇÃO CLARA

A fim de que seu fornecedor entregue produtos e serviços de qualidade e de forma rápida, a comunicação é primordial. Nesse sentido, desde o princípio, seja transparente sobre seus objetivos e exigências. Ou seja, compartilhe seu sonho com aquele fornecedor.

Além disso, reconheça quando a entrega superar, atender ou ficar aquém das suas expectativas. Do mesmo modo, faça planos de melhorias em conjunto com seu fornecedor, inclusive quando elas dependerem de você.

5. ESTENDA A MÃO QUANDO PRECISO

Seja flexível e, principalmente, demonstre empatia pela outra empresa. Caso ela mostre vulnerabilidade, por exemplo, ajude seu fornecedor nesse momento difícil. Em suma, revele-se como um parceiro e não apenas um cliente. Isso, com certeza, voltará para você quando mais precisar.

Acredite! Você, como cliente, está verdadeiramente no centro das atenções. E empresa que se preza sabe e quer isso. Então, você apenas precisa ser um bom cliente e dar uma forcinha para que isso aconteça da melhor forma possível.

Enfim, espero que essas dicas tenham ajudado você com insights sobre relacionamento com fornecedores, inspirando-o a ser um BOM CLIENTE.

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Como podemos te ajudar?
Oi! Podemos te ajudar?